Caros leitores:

Constantemente faço modificações no Redafácil porque elas sempre são necessárias, inclusive para facilitar o acesso às postagens e a leitura. Suas opiniões e suas sugestões são muito importantes para mim. Vocês podem expô-las nos espaços para comentários abaixo das postagens.

Grato pela sua colaboração.

terça-feira, 16 de agosto de 2016

A Importante Relação Entre Redação e Leitura

Obs.: a palavra "ideias"
está acentuada
porque a ilustração foi feita
antes da última reforma ortográfica.
 
A opinião na ilustração
é de Pablo Neruda.

Ele não estava totalmente equivocado nem absolutamente certo. Para muita gente - especialmente no Brasil, país onde o ensino de redação não recebe a prioridade necessária - expor as ideias não é tão facil quanto o poeta chileno pensava. A dificuldade se agrava devido a um outro fato lamentável: infelizmente, o hábito de ler não é o que se poderia chamar de uma tradição brasileira
Antes que alguém me pergunte o que o hábito de ler tem a ver com redação, volto a dizer o que digo frequentemente: quem lê mais escreve sempre cada vez melhorCompor uma redação é uma atividade que requer o domínio de capacidades linguísticas que só quem lê frequentemente aprende com facilidade. A redação está intimamente ligada à literatura porque envolve o ato de formular pensamentos e o de expressá-los por escrito. Fazer uma redação não é apenas escrever, é escrever tão corretamente quanto possível e organizar as ideias sobre o tema coerentemente. A linguagem escrita está relacionada com a literária não em sentido estrito, mas pela natureza do trabalho escrito: é feito para que alguém o leia e compreenda o que está escrito. 
A condição básica para se obter um bom nível de redação é a presença clara do conteúdo que se quer expressar, e isto se adquire lendo boas obras literárias. Só podemos enunciar claramente o que conhecemos bem, mas é necessário um ótimo domínio sobre as regras textuais para comprovar esse conhecimento. O leitor só se convencerá do grau de conhecimento do redator se este expor suas ideias clara e corretamente. 
Vem daí, para a redação, a importância de uma boa bagagem cultural de seu autor. O ato de escrever tem que ser fundamentado num hábito já radicado a partir do ensino escolar, mas principalmente de um hábito de leitura. Somente a leitura é capaz de fazer com que quem tenha que fazer redações (e todos nós sempre temos) assuma uma disciplina mental para isto. Essa disciplina se dá pela autocrítica e pela observação cuidadosa do que outras pessoas escreveram. Isto acontece por uma razão fácil de ser compreendida: a redação é uma formulação de pensamentos que precisam ser organizados de forma criativa. Isto só pode ser revelado por quem vê frequentemente diferentes estilos redacionais para aprender a aperfeiçoar o seu próprio. Ou seja: isto só pode ser conseguido por quem lê muito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!