Caros leitores:

Constantemente faço modificações no Redafácil porque elas sempre são necessárias, inclusive para facilitar o acesso às postagens e a leitura. Suas opiniões e suas sugestões são muito importantes para mim. Vocês podem expô-las nos espaços para comentários abaixo das postagens.

Grato pela sua colaboração.

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Renda familiar influencia nos resultados nas provas de redação no Enem.

Fonte: O Globo
A renda familiar 
não é o único fator que influencia,
mas é
um dos principais.


A relação entre as notas obtidas pelos alunos que participam do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) e as condições financeiras de suas famílias é um fato que vem sendo observado desde 2011. Isto se verifica principalmente no quesito "redação": as piores redações são, na maioria, as feitas por alunos que revelam as baixas rendas familiares nos questionários socioeconômicos. Por outro lado, a maioria das melhores redações é de alunos cujos dados socioeconômicos revelam rendas familiares mais altas. 
A renda de uma pessoa é o resultado da soma de seu salário e de todos os lucros que ela obtém legalmente em dinheiro (aluguéis, vendas, etc.). A renda familiar é a soma das rendas de todas as pessoas da família que residem no mesmo domicílio (casa ou apartamento). Através do Enem, segundo o jornal O Globo, tem sido possível detectar que, quanto mais rica é a família, maior é a tendência para que o aluno obtenha notas mais altas principalmente em redação e, evidentemente, também ocorre o inverso. Outro fator interessante apontado pelo gráfico é, no caso dos alunos que trabalham, a relação entre a nota em redação e a idade em que ele começou a trabalhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!