Caros leitores:

Constantemente faço modificações no Redafácil porque elas sempre são necessárias, inclusive para facilitar o acesso às postagens e a leitura. Suas opiniões e suas sugestões são muito importantes para mim. Vocês podem expô-las nos espaços para comentários abaixo das postagens.

Grato pela sua colaboração.

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Numa prova, é preciso mais do que um bom nível de gramática.

Para obter sucesso 
numa prova de língua portuguesa,
estudar língua portuguesa não é suficiente:
é preciso estar bem informado 
sobre todas as coisas importantes
que estão acontecendo no país e no mundo. 

Há muito tempo que as provas de língua portuguesa dos vestibulares e dos concursos públicos já não são mais apenas provas de língua portuguesa. Percebe-se nitidamente que, por exemplo, nas questões relacionadas à interpretação de textos, os textos são sempre artigos ou comentários publicados recentemente em jornais ou revistas, abordando um tema de cunho político, econômico, social, ou sobre algo que seja de interesse mundial, mas sempre atual. Isto significa que, para o candidato a uma vaga na universidade ou para emprego não perder pontos, precisará se manter sempre bem informado.
Com relação à redação, poderão ser propostos na prova vários temas a serem escolhidos pelo candidato. Quando isto acontece no caso de um concurso público, o objetivo é saber se o candidato saberá escolher o tema que estiver mais relacionado com o cargo para o qual ele concorre e, ao mesmo tempo, mais relacionado com acontecimentos atuais. No caso do vestibular, o objetivo também é verificar se o candidato sabe escolher os temas realmente mais importantes. Quando ocorre a condição de livre escolha, tanto no vestibular como num concurso público, o objetivo é verificar se o candidato é capaz de escolher um tema realmente importante para os objetivos da prova. Se, por exemplo, num concurso para ocupação de vagas num banco, o candidato preferir escrever sobre futebol, é muito provável que ele já possa ser considerado reprovado, pois seria preferível se ele fizesse uma redação sobre economia, mercado de trabalho, finanças - enfim, algo que esteja mais relacionado às atividades bancárias ou a fatos realmente importantes que ocorrem no mundo ou pelo menos no país. 
Resumindo: para se produzir uma boa redação e para obter sucesso em interpretações de texto, seja num vestibular ou num concurso público, é importante que o tema escolhido seja relacionado ao curso escolhido ou ao cargo a ser ocupado, ou que seja pelo menos um  tema de abrangência nacional ou mundial importante para todos. É importantíssimo também lembrar que não se deve cometer o erro que já vem sendo cometido anualmente por muitos participantes do Enem (Exame Nacional de Ensino Médio): eles deixam a página de redação "em branco". Em qualquer prova de língua portuguesa, o participante que não faz sua redação já pode se considerar reprovado por isto, pois deixa a impressão de que, além de não ter um bom domínio gramatical, não tem um bom nível de informação. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!