Caros leitores:

Constantemente faço modificações no Redafácil porque elas sempre são necessárias, inclusive para facilitar o acesso às postagens e a leitura. Suas opiniões e suas sugestões são muito importantes para mim. Vocês podem expô-las nos espaços para comentários abaixo das postagens.

Grato pela sua colaboração.

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Por que o "internetês" causa demissões?

Tudo na vida
tem que ter momento, lugar e finalidade certos,
e tem que ter limites.

Antes de dizer que o ato de demitir alguém de um emprego ou reprovar alunos por causa do uso do "internetês" é um exagero, precisa lembrar que a regra acima também se aplica ao tal "Internetês". Essa "linguagem" da Internet foi criada para facilitar a rapidez na comunicação através do Messenger ou do WhatsApp.
Mesmo por esses meios, quanto mais você procurar escrever corretamente, melhor será para você. Os estudantes, especialmente os adolescentes, estão usando muito essas "abreviaturas" nas respostas às questões das provas e nas redações, e é óbvio que isto não pode continuar assim. Também é preciso o uso da escrita correta nas trocas de informações no local de trabalho.
Além de tudo precisar ter momento, lugar e razões específicas, é preciso lembrar que o aprendizado da escrita e sua preservação dependem da memória visual e do uso correto da escrita constantemente. É comum as pessoas esquecerem se uma determinada palavra tem "c" ou "ss", se tem acento ou não, etc. Além de poder agravar esse esquecimento, o "internetês" complica o entendimento para quem terá que ler o texto. Tenha em mente que ninguém é obrigado a entender o que não está escrito de forma conveniente. 
Algumas das razões que causam demissõers nas empresas devido ao uso do Internetês são as impressões que o funcionário causa:
- Preguiça de escrever corretamente; 
- Não sabe escrever corretamente e disfarça com "abreviaturas";
- Não se interessa em demonstrar que sabe escrever corretamente; 
- Não tem discernimento de que tudo tem lugar, momento e finalidades certas.
É óbvio que nenhuma empresa quer manter entre seus funcionários alguém que cause uma dessas impressões. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!