Caros leitores:

Constantemente faço modificações no Redafácil porque elas sempre são necessárias, inclusive para facilitar o acesso às postagens e a leitura. Suas opiniões e suas sugestões são muito importantes para mim. Vocês podem expô-las nos espaços para comentários abaixo das postagens.

Grato pela sua colaboração.

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Não confunda "tese" com "tema".

Esta é uma das razões
de perdas de pontos
em redação numa prova.

Não são apenas estudantes. Acontece com muita gente em concursos públicos e até mesmo nas relações de trabalho. Nas redações os temas são frequentemente apresentados em forma de tese. Para resolver este problema, inicialmente é preciso saber o que é um tema e o que é uma tese. Sabe-se que o tema é o assunto a ser tratado na redação. No entanto, esse conceito é bastante restrito. O tema, na verdade, é um objeto em discussão. Para se ter uma ideia melhor do que isto queira dizer, podemos citar uma frase como exemplo: "O carro estava estacionado na rua mais próxima." Nesta frase, o tema, que também é o sujeito da oração, é "o carro". É importante lembrar que, numa redação, o tema também é chamado "tópico". 
A tese é uma proposição, mas isto não significa que um tema proposto para uma redação seja uma tese. A tese não é o tema, é a defesa de uma ideia ou de um ponto de vista sobre o tema. Eis aí a grande diferença entre as duas coisas. Quando, numa redação, o autor demonstra que faz confusão entre ambas, isto significa que a dificuldade está na forma como ele apresenta sua proposição. "Proposição" é a forma como se descreve o conteúdo de asserções, e uma asserção é uma informação que pode ser interpretada como verdadeira ou falsa por quem a lê. Neste caso o problema de quem faz a dissertação está na dificuldade de argumentação. 
A argumentação é a capacidade de relacionar fatos, ideias e opiniões. O problema está no fato de que os argumentos são os principais elementos que estruturam a redação e fornecem elementos para que ela seja avaliada. É por isto que, dependendo da forma como ela é desenvolvida, o autor pode obter uma ótima ou uma péssima nota. Não há técnicas infalíveis para obtenção de resultados em argumentação, mas o mais importante é que o redator tenha uma boa dose de conhecimentos sobre o tema proposto. O conhecimento deve ser enriquecido todos os dias, com boas leituras sobre todos os assuntos possíveis, preferencialmente os que estão em debate atualmente. Entretanto, você pode verificar mais algumas dicas aqui.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!