O site Collegezoom indicou várias postagens do Redafácil a seus visitantes. Veja a lista clicando no link "Site Collegezoom", logo abaixo, à direita da tela (na direção da sua esquerda).
Grato ao Collegezoom por esta honra.

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Algumas Informações Falsas sobre a Língua Portuguesa em Relação a Outros Idiomas


Existem traduções
para "saudade"
em vários idiomas,
e a língua portuguesa
não é a única que contém 
várias palavras com um mesmo significado.



Provavelmente você já ouviu muita gente dizer que não existe tradução para a palavra "saudade" em outros idiomas, e que só existem definição para ela em português. Dizem que são utilizadas expressões como, por exemplo, "I miss you" para dizer "Eu tenho  saudade de você", mas não há uma tradução para a palavra "saudade". Esta informação existe em muitos blogs, sites, etc., mas não é verdade. Há até várias palavras com o significado de "saudade" em inglês: "homesick" para saudade de casa, da família; "yearning" para saudade de outras épocas ou fatos ocorridos há um ano ou mais; "longing", que é saudade com ansiedade (saudade sentida, por exemplo, por alguém que, após passar muito tempo longe da família, está voltando para casa). Também há traduções para "saudade" em espanhol ("nostalgia", "añoranza" e "saudade"), em francês ("nostalgie", "mélancolie"), etc.
Também não é verdade que somente na língua portuguesa encontramos várias palavras com um mesmo significado. Em inglês, por exemplo, sabemos que a palavra "love" significa "amor", mas há também várias palavras com o mesmo significado de "love" segundo os contextos em que elas são utilizadas: "love", "affection", "attatchment", "passion", "tenderness", "adoration", "ardor", etc. A própria palavra "adoration", já citada aqui com o mesmo significado de "love" conforme a condição em que é empregada, também pode significar "adoração", e por isto tem como sinônimo uma outra palavra em inglês: "worship". O mesmo também ocorre em vários outros idiomas.
Alguns blogs e sites informam que é correta, na língua portuguesa, a utilização do "a" com crase ("à") antes de uma palavra feminina. Isto não é verdade. No nosso idioma, o "à" representa a junção do "a" como preposição com o "a" como artigo definido feminino. Portanto, o "à" só se justifica diante de substantivos femininos (exemplos: "Vou à cidade", "Fui às compras", "Estarei à sua disposição", etc.). Nunca escreva "à automóvel", "à você", "à mim", etc. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!

Estudar não é apenas se preparar para provas.

"O Enem já está próximo. O que faço a partir de agora?" Frequentemente a estudantes fazendo perguntas como esta. Nos prog...