O site Collegezoom indicou várias postagens do Redafácil a seus visitantes. Veja a lista clicando no link "Site Collegezoom", logo abaixo, à direita da tela (na direção da sua esquerda).
Grato ao Collegezoom por esta honra.

terça-feira, 2 de julho de 2013

Novas Regras para Redação no Enem Prejudicarão os Alunos


Vários erros graves foram encontrados
em todos os parágrafos
desta redação no Enem do ano passado.
isto não pode ser aceito.
Observe as explicações no artigo.
Erros crassos em redação
são cada vez mais comuns no Enem.
Com a nova medida,
as coisas tendem a piorar - principalmente para o próprio aluno.







No exemplo que está na ilustração - que é apenas um entre entre a maioria das redações que inclusive receberam notas elevadas - percebe-se claramente a gravidade do baixo nível de redação quanto à grafia. No segundo parágrafo está a palavra "alviverde", que neste caso deveria ser iniciada com letra maiúscula ("Alviverde") por se tratar da alcunha de um clube. Está escrita também a palavra "emponente", mas a grafia correta é "imponente". "Palmeiras" - o nome do clube - está escrito com inicial minúscula ("palmeiras"). As palavras "Sabe" e "sempre" estão escritas com as sílabas muito distantes entre si ("Sa be" e "sem pre"). A palavra escrita depois de "sem pre" está simplesmente irreconhecível. 
No terceiro parágrafo está escrito "a defesa que ninguém passa". A forma correta: "a defesa pela qual ninguém passa". A palavra "torcida", por vir imediatamente após um ponto (.), deveria ser iniciada com letra maiúscula ("Torcida"). "Alviverde" está novamente escrita com inicial minúscula. A frase "Por que quem sabe ser brasileiro..." não é uma pergunta, é uma afirmação; portanto, a palavra correta no seu início é "Porque", e não "Por que". Na mesma frase, está escrita a palavra "hostenta", mas a forma correta é "ostenta". 
Os erros graves contidos nessa redação são tantos que seria necessário um blog destinado exclusivamente a eles para mencionar cada um. O pior, no entanto, é que nas provas no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) redações assim se tornam mais comuns a cada ano. Agora, com as novas informações a respeito do Enem, a tendência é de que isto piore muito, e os principais prejudicados são obviamente os próprios alunos. Entretanto, um artigo publicado por Daniel Favero no Terra Notícias informa que em 2013 redações com "erros de português" (expressão que também é um erro - deve-se dizer "erros gramaticais ou ortográficos") poderão continuar obtendo nota máxima.
O raciocínio dos autores dessa ideia é de que o importante é que o aluno se expresse em sua redação. Porém esses autores parecem não levar em conta que, para o aluno se expressar de forma clara para os leitores, ele necessita muito escrever corretamente, tanto no sentido ortográfico com em relação a todas as regras gramaticais. Uma redação mal escrita obviamente gera muitos entendimentos equivocados da ideia e das informações que o autor da redação quis revelar. 

Portanto, acrescento aqui um alerta para os alunos: vocês precisam continuar se preocupando muito em melhorar suas redações inclusive ortograficamente. Se esta preocupação não for mantida, vocês poderão até obter notas máximas em redação no Enem, mas serão muito prejudicados futuramente na vida. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!

Estudar não é apenas se preparar para provas.

"O Enem já está próximo. O que faço a partir de agora?" Frequentemente há estudantes fazendo perguntas como esta. Nos pr...