Caros leitores:

Constantemente faço modificações no Redafácil porque elas sempre são necessárias, inclusive para facilitar o acesso às postagens e a leitura. Suas opiniões e suas sugestões são muito importantes para mim. Vocês podem expô-las nos espaços para comentários abaixo das postagens.

Grato pela sua colaboração.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Palavras e Expressões de Classificação à Parte

São palavras
inadequadamente
colocadas entre advérbios.

Um advérbio é uma palavra invariável que modifica o sentido de um verbo, um adjetivo, outro advérbio ou de uma crase. Em "dormir pouco", por exemplo, a palavra pouco é um advérbio que intensifica o significado do verbo "dormir". Em "Joana está tão feliz", a palavra "tão" se torna um advérbio para intensificar o sentido de "Joana está feliz". Às vezes, em nossas redações, usamos como advérbios palavras e expressões que não têm essa função. Isto não chega a ser um erro, mas numa redação é preciso cuidar para que não ocorra demasiadamente. 

Tais palavras e expressões são gramaticalmente consideradas "de classificação à parte", pois são enquadradas inadequadamente entre os advérbios. É necessário notar que elas não têm função alguma apenas aparentemente. Na verdade denotam inclusão, exclusão, designação, realce, retificação ou situação. Palavras ou expressões como "até" e "até mesmo", por exemplo, funcionam como advérbios de inclusão. Exemplos:


- Ainda jovem, já era famoso até em outros países.
- Eu já fui até mesmo jogador de futebol.


Entram neste rol também palavras como "inclusive", "mesmo", "também".

Quando se trata de exclusão, usamos as palavras e expressões como "apenas", "exceto", "menos", "a menos que", "somente", "tão somente", etc. Exemplos:

- Somente duas pessoas não compareceram.
- Todos os demais presentes estavam atentos; tão somente Célia não prestou atenção. 
- Ele explicou apenas alguns detalhes.
Irei à cidade, a menos que algo me impeça.


A palavra "eis" assume um sentido de designação em algumas situações: "Eis o homem.", "Eis que chegou a hora.", etc. As palavras e expressões como "cá", "lá", "aqui", "é que", etc., realçam os sentidos das frases. Exemplos:

- Sei que estou atrasado, mas é que houve problemas no trânsito. 
- Olhe aqui, veja lá como você fala.
- Eu cá já sei do que se trata.


Palavras ou expressões muito usadas por nós, como "aliás", "ou seja", "isto é" ou "ou melhor", representam retificação. Veja os exemplos abaixo:

- Ele ainda não chegou. Ou seja: está atrasado. 
- João não veio. Ou melhor: não virá.
- Não é bom que faça isto. Aliás você já foi advertido para não fazê-lo.
- É preciso sempre aprender mais. Isto é, temos que estar sempre estudando.


Entre as palavras mais usadas para representar uma situação, estão "afinal", "logo", "mas", "agora", "então", etc. Exemplos:

- Mas, e eu, o que posso fazer neste caso? 
- Então foi isto que ele disse.
- Afinal, quem paga a conta é sempre o povo.
- Penso; logo, existo. 
- E agora a situação está assim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!