Caros leitores:

Constantemente faço modificações no Redafácil porque elas sempre são necessárias, inclusive para facilitar o acesso às postagens e a leitura. Suas opiniões e suas sugestões são muito importantes para mim. Vocês podem expô-las nos espaços para comentários abaixo das postagens.

Grato pela sua colaboração.

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

A Construção de um Período

Há períodos
simples e compostos.

Há no Redafácil outros artigos referentes ao erro que se comete ao dizer que, numa redação, "período" e "parágrafo" são a mesma coisa. Nesses mesmos artigos estão explicadas as diferenças. Com frequência, ouvimos dizer também que "oração" é o mesmo que "frase", o que também não é verdade, e as diferenças neste caso também estão explicadas em artigos sobre frases e orações. 
Há períodos que são constituídos por apenas uma oração, e talvez este seja o motivo que faz algumas pessoas cometerem o erro de pensar que "período" e "oração" sejam a mesma coisa. Nestes casos específicos o período é simples, mas há também os períodos compostos. 
O período simples é aquele em que os termos essenciais, integrantes e assessórios de uma oração podem ser representados por outra oração. Analisemos o período abaixo:

- Os dias passam, a semana finda, o mês também. 

No exemplo acima há três orações: "os dias passam", "a semana finda" e "o mês também". Embora diferentes entre si, são orações de mesma natureza. São autônomas, independentes, cada uma com sentido próprio, mas ao mesmo tempo cada uma das seguintes complementa a anterior. São, por isto, orações coordenadas. Portanto, o período, neste exemplo, é composto por coordenação. Agora, observe o exemplo seguinte:

- Eu não imaginava que aquilo que os cientistas descobriram era tão importante. 

Há também no exemplo acima três orações: "eu não sabia", "que aquilo que os cientistas descobriram" e "era tão importante". Porém, este exemplo difere do anterior quanto à estrutura. A primeira oração já contém a declaração principal do período, pois nela eu confirmo que eu não sabia de algo. Entretanto, para completar a comunicação, precisei recorrer ao emprego das outras duas. Isto tornou cada uma das três dependente das outras duas. Neste caso o período é composto por subordinação. Quando isto acontece, una das orações, mesmo sendo subordinada a outra ou às outras, é a principal. No exemplo, esta é "era tão importante". É a que define a mensagem contida no período. 
Isto significa que a oração principal, mesmo que seja subordinada a outra ou outras, sempre se torna um suporte às outras. É o sustentáculo do período em que está inserida. Entretanto, é importante lembrar estas três definições básicas:

- A oração principal não exerce funções sintáticas em outra oração do mesmo período. 
- A oração subordinada sempre exerce uma função sintática outra oração porque é um termo ou faz parte de um termo desta.
- A oração coordenada nunca é termo de outra oração nem se refere a esse termo, mas pode se relacionar com outra oração coordenada. 

São funções sintáticas o sujeito da oração, os objetos direto e indireto, o predicativo, o complemento nominal, o agente da passiva, o adjunto adnominal, o adjunto adnominal, etc. Portanto, não cometa o engano de pensar que é possível fazer uma boa redação sem se dedicar muito ao estudo da gramática. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!