O site Collegezoom indicou várias postagens do Redafácil a seus visitantes. Veja a lista clicando no link "Site Collegezoom", logo abaixo, à direita da tela (na direção da sua esquerda).
Grato ao Collegezoom por esta honra.

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Como Aprender e Criar Vários Recursos Linguísticos

Quanto mais você ler,
mais recursos linguísticos você conseguirá dominar.
Conhecer
vários recursos linguísticos
é importantíssimo
para escrever bem.


"Redigir" é o ato de escrever bem, de produzir um texto fácil de ser compreendido, escrito corretamente, expondo ideias, fatos e opiniões com clareza, objetividade e com sentidos bem definidos. Para produzir uma boa redação, é importante que você conheça bem todos os recursos linguísticos que puder. Quanto mais, melhor, e a melhor maneira de você adquirir vários desses recursos é adquirindo, conservando e ampliando o hábito da leitura. Como eu sempre digo, a leitura é a melhor forma de aprender a redigir. É lendo livros, revistas e jornais que você tem contatos com vários estilos de redação, sabendo adequar cada estilo ao tema a ser exposto no texto.
"Linguística" é o estudo da linguagem em seus aspectos fonético, morfológico, sintático, semântico, social e psicológico. Nese estudo as línguas são consideradas por suas estruturas, origens, desenvolvimento e evolução. As línguas são classificadas em grupos, por tipo de estrutura e por critérios tipológicos ou genéticos. A tipologia textual é um estudo sistematizado dos caracteres tipográficos, os quais são mais conhecidos por nós como "letras". "Recursos" são formas que criamos ou adotamos para conseguir objetivos. Portanto os recursos linguísticos são formas que utilizamos para expressar experiências, pensamentos, opiniões e informações especialmente através da escrita. Isto os torna extremamente importantes. Entretanto, perceba uma coisa: a maioria das pessoas que escrevem bem é composta por pessoas que leem muito.
Não há uma fórmula mágica que nos ajude a produzir a melhor redação possível. Há pessoas que conseguem dominar melhor as palavras (na escrita e na fala), outras nem tanto, mas mesmo estas são capazes de melhorar seus níveis de redação através da leitura, pois tal hábito as mantém em contato com as palavras e expressões já conhecidas é ajuda o leitor sempre a conhecer novos estilos, novas palavras e novas expressões. Quem gosta de ler poesias, por exemplo, está sempre em contato com um recurso linguístico chamado "anáfora", cuja característica principal é a repetição, em número de vezes adequadamente suficientes, no início de uma série versos. É claro, porém, que tal recurso só deve ser utilizado em poesias.
Perceba que, numa redação, é possível e às vezes até necessário usar-se dois ou mais recursos linguísticos. Numa redação como as exigidas no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), nos vestibulares e nos concursos públicos, os recursos mais adequados podem ser a antítese e a comparação. A antítese é a apresentação de contrastes entre duas ou mais ideias no mesmo texto. A comparação é o contrário disto: estabelece pontos comuns entre duas ideias diferentes. Há também as metáforas, os eufemismos, etc. 
Saber dominar esses recursos é muito importante para o desenvolvimento da comunicabilidade. Para isto, o hábito da leitura é extremamente necessário. É lendo frequentemente livros, jornais, revistas, etc., que nos mantemos em constante contato com nossa própria língua e conhecemos diferentes estilos e gêneros de redação. Isto amplia as nossas oportunidades de aprender o funcionamento desses estilos. As gramáticas tem sua importância com relação à aprendizagem de regras necessárias para a escrita correta, mas é a leitura de jornais, livros, revistas, etc., que amplia nossas aprendizagens sobre o funcionamento de um texto dissertativo, discursivo, etc. Por isto deve-se praticar todo tipo de leitura, incluindo desde os quadrinhos aos grandes clássicos das literaturas brasileira e mundial. A leitura precisa ser a mais diversificada possível para que você conheça cada vez mais e identifique os diversões gêneros com cada vez mais facilidade e, a partir disto, tenha condições de criar também seus próprios recursos linguísticos.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!

Estudar não é apenas se preparar para provas.

"O Enem já está próximo. O que faço a partir de agora?" Frequentemente a estudantes fazendo perguntas como esta. Nos prog...