O site Collegezoom indicou várias postagens do Redafácil a seus visitantes. Veja a lista clicando no link "Site Collegezoom", logo abaixo, à direita da tela (na direção da sua esquerda).
Grato ao Collegezoom por esta honra.

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Conhecer estas diferenças pode ser mais importante do que você imagina.

À medida 
em que a globalização avança,
torna-se mais necessário
o melhor domínio possível
da nossa capacidade de comunicação.
Portanto,
saber as diferenças
entre uma língua,
um idioma e um dialeto
é algo cada vez mais importante. 


Se você tivesse que produzir agora uma redação sobre idiomas, línguas, linguagens e dialetos, você saberia descrever as diferenças entre essas três coisas? Se sua resposta é "não", saiba que, com o avanço da globalização, sua necessidade se aprimorar sua comunicabilidade se torna cada vez maior. É ainda mais importante você preparar sua comunicabilidade para estabelecer relações internacionais. Sim, pois com o avanço da globalização mundial e as facilidades que são proporcionadas principalmente pela internet, torna-se cada vez mais provável que em breve você terá que comprovar essa capacidade, inclusive e talvez até principalmente através de redações. O aumento dessas possibilidades está levando muitas pessoas em todo o mundo a se prepararem para isto, o que significa que sua comunicabilidade internacional não poderá ser apenas "boa"; a concorrência que está por vir faz com que ela tenha que ser a melhor possível. 
"Comunicabilidade" é a capacidade de uma pessoa se comunicar com outras presencialmente ou não e por qualquer meio que seja. Por isto, vocês que moram no Brasil e são estudantes de qualquer curso, vocês que já são profissionais em qualquer área e vocês, pessoas que pretendem iniciar um negócio próprio, precisam ter em mente duas coisas que serão fundamentais para qualquer pessoa que queira obter sucesso na vida: aprender pelo menos dois idiomas estrangeiros, principalmente inglês e espanhol. Quanto mais idiomas uma pessoa aprender, melhor será para ela. Lembre-se que há dois tipos de metas: as que você quer obter e as que você terá que obter.
"Língua", mesmo, é o órgão existente na boca e que todos conhecem por este nome. O que chamamos de "língua estrangeira" ou "língua nacional", e que comumente também é chamado de "língua" é na verdade a "língua natural" ou "língua humana". É a linguagem desenvolvida por humanos de forma não premeditada, resultante da capacidade de comunicação proveniente do intelecto. O intelecto é a nossa capacidade de entendimento e raciocínio. Embora exista a expressão "linguagem animal", a linguagem é a capacidade especificamente humana de assimilação e uso de complexos sistemas de comunicação. A ciência dedicada ao estudo das linguagens é a linguística.
"Linguagem" não é o mesmo que "idioma". A linguagem é o conjunto de sistemas que utilizamos para nos comunicarmos em qualquer idioma através da fala (linguagem oral) ou da escrita (linguagem escrita), de gestos (linguagem de sinais), etc. O Idioma é um termo que usamos para nos referirmos a uma língua específica (língua inglesa, língua portuguesa, etc.) identificando, na maioria das vezes, uma nação em relação às demais ou um estado político. Neste ponto, é importante lembrar que "nação" e "país" também são duas coisas diferentes (leia aqui). As línguas são sempre idiomas, mas os idiomas não são sempre línguas.
Os dialetos, muitas vezes confundidos com "idiomas regionais" ou "línguas regionais", são variedades linguísticas que podem ser regionais como o champanhês (falado em Champanhe, uma regão da França), o vêneto (falado na região do Vêneto, na Itália), etc. Também são dialetos as linguagens que inclui termos específicos como os muito usados profissionalmente por economistas, advogados, médicos, etc.
Em princípio essas informações podem não parecer tão importantes. Entretanto, elas podem ajudar muito no nosso desenvolvimento em relação à nossa própria linguagem e no aprendizado de idiomas e linguagens de outros países. Especialmente na aprendizagem de inglês, idioma em que "language" ("linguagem") tem o mesmo significado de "idioma" tal como nós conhecemos em português, mas "idiom" ("idioma" em português) se refere a expressões populares como "estamos no mesmo barco" (quando queremos dizer que nós estamos com o mesmo problema), "cada macaco em seu galho" ("cada pessoa cuidando de sua própria vida"), etc. O conhecimento dessas diferenças pode ajudar muito no desenvolvimento de uma redação mesmo quando o tema não é especificamente relacionado a idiomas, linguagens, línguas ou dialetos.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!

Estudar não é apenas se preparar para provas.

"O Enem já está próximo. O que faço a partir de agora?" Frequentemente a estudantes fazendo perguntas como esta. Nos prog...