Caros leitores:

Constantemente faço modificações no Redafácil porque elas sempre são necessárias, inclusive para facilitar o acesso às postagens e a leitura. Suas opiniões e suas sugestões são muito importantes para mim. Vocês podem expô-las nos espaços para comentários abaixo das postagens.

Grato pela sua colaboração.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Palavras Com Significados Muito Confundidos em Redações


Muitos estudantes
usam palavras 
inadequadas 
para o que querem dizer
por causa das semelhanças entre elas.

Palavras com grafias semelhantes entre si tem sido, muitas vezes, razões para estudantes e candidatos a empregos perderem pontos em redações nas provas do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), de vestibulares e de concursos públicos. Algumas são homófonas (tem a mesma pronúncia mas a grafia é diferente), outras tem pronúncias e grafias diferentes mas são semelhantes, como "comprimento" e "cumprimento". O exemplo da ilustração é mais recorrente do que muita gente imagina. Até mesmo profissionais de diversas áreas as confundem inclusive na fala, durante entrevistas em programas de televisão, palestras, aulas, etc. No entanto, para não confundir, basta prestar um pouco de atenção para a seguinte diferença quanto aos significados:
Comprimento é a medida de distância entre dois extremos em sentido vertical (ou seja, a altura de alguém ou alguma coisa). É também a extensão horizontal de área em relação à largura. 
Cumprimento é o ato de cumprir alguma coisa (uma ordem, uma promessa ou uma obrigação. É também o ato de parabenizar alguém ou cumprimentar uma pessoa ao encontra-la casualmente ou não ou ao ser apresentado(a) a ela por outra pessoa.
O uso inadequado de "cumprimento" ou "comprimento" numa redação confunde os corretores. Eles podem interpretar que a palavra foi usada erroneamente. Por outro lado eles podem imaginar que o autor da redação usou a palavra "cumprimento" em vez da palavra "comprimento" tentando dizer, por exemplo, que se cumpriu a medida correta de uma altura, mas não terão como ter certeza disto.

Outros casos que comumente aparecem nas redes sociais online e, portanto, certamente ocorrem também em redações, são as confusões que as pessoas fazem quanto ao usar a palavra "mais" quando querem dizer "mas". Deve-se usar a palavra "mas" quando se pretender dar a ideia de uma adversidade ou contrariedade. Por exemplo:
- Eu pretendia ir ao cinema ontem mas não pude.

A palavra "mais" só pode ser utilizada com significado de soma, adição, acréscimo. Exemplos:
- Eu quero mais um pouco de café, por favor.
- Você precisa prestar mais atenção a isto. 
- Quanto mais eu leio, mais eu tenho informações. 
- Quanto mais eu estudo, mais eu aprendo.
- Eduardo é mais alto do que Antônio.
- O mais importante...
- O mais bonito...

Outras palavras semelhantes com significados diferentes serão abordadas nos próximos artigos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!