Caros leitores:

Constantemente faço modificações no Redafácil porque elas sempre são necessárias, inclusive para facilitar o acesso às postagens e a leitura. Suas opiniões e suas sugestões são muito importantes para mim. Vocês podem expô-las nos espaços para comentários abaixo das postagens.

Grato pela sua colaboração.

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Mais Palavras que Podem Causar Confusões em Redações

No quadro acima,
algumas das palavras
confundidas com mais frequência. 
As palavras homófonas
são as maiores causadoras
de confusões nas redações. 



Por isto elas necessitam de atenção especial quanto ao seu uso. São palavras homófonas as que tem pronúncia igual mas grafias e significados diferentes. Na ilustração - que foi encontrada no Arquivo Google - aparecem alguns exemplos, mas podemos explicar alguns deles de maneira melhor neste texto. "Incerto", por exemplo, não é exatamente "não certo" ("não certo" pode ser também interpretado como "errado"). Os significado mais adequados para "incerto" são "o que gera dúvidas", "algo não confirmado". "Inserto" pode significar "incluído", mas tanto a pronúncia como a escrita são as mesmas para o verbo insertar na primeira pessoa no presente do indicativo: "eu inserto".
Quanto ao uso da palavra "sexta" como forma reduzida de "sexta-feira", numa redação isto não é recomendável. É melhor escrever "sexta-feira". Isto ajudará a evitar um erro (é difícil alguém confundir "sexta" com "cesta", mas não é impossível) e, além disto, numa redação a palavra expressa integralmente é sempre mais adequada. "Xeque" pode ser um lance do jogo de xadrez, mas é também um título dado a um soberano político ou religioso árabe  ou muçulmano. "Sessão" não é simplesmente uma reunião, é algo que acontece dentro de um período de horário previamente estabelecido - por exemplo, das 13 às 15 horas. Pode ser, portanto, uma reunião, uma sessão de cinema, a apresentação de uma peça teatral, um show, etc.

Porque escrevemos "obsessão" (com "s" depois do "b") e "obcecado" (com "c" em vez do "s" depois do "b")? 

É porque "obcecado" não tem relação com "obsessão". "Obsessão" tem como sinônimos "mania", "impertinência", "insistência", "ideia fixa". Já a palavra "obsecado" provém do verbo "obcecar", que é o mesmo que "cegar", "impedir a visão", vindo daí o "c" (de "cegar"). Usamos a palavra "obcecado" ou "obcecada" com sentido figurado para nos referirmos a uma pessoa que tenha algum tipo de obsessão que não lhe permita "ver" certas coisas que, para nós, são óbvias. Evidentemente, neste caso, a palavra "ver" também tem um sentido figurado, significando "perceber".
Também é preciso ter cuidado para não confundir "obcecar" com "obsecrar". "Obsecrar" significa "pedir com insistência, mas ao mesmo tempo humildemente", "suplicar", "rogar" (*). Por esta razão, é importante estar atento para não confundir entre "obsessão" e "obsecração".
Obsessão - ideia fixa, insistência em querer algo impossível, impertinência. (*)
Obsecração - súplica, pedido feito com insistência mas também com humildade, rogo, petição, solicitação. (*)

(*) É importante que vocês observem essa variedade de palavras com um mesmo significado. Isto ajuda muito a diversificar palavras num mesmo texto, evitando repetições desnecessárias. Quanto mais palavras com mesmo significado você conhecer, melhores serão suas chances de produzir uma redação cada vez melhor, sem repetir uma mesma palavra muitas vezes. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!