O site Collegezoom indicou várias postagens do Redafácil a seus visitantes. Veja a lista clicando no link "Site Collegezoom", logo abaixo, à direita da tela (na direção da sua esquerda).
Grato ao Collegezoom por esta honra.

terça-feira, 22 de abril de 2014

O Eufemismo Numa Redação Argumentativa

Foto: Arquivo Google
Uma das maiores dificuldades dos estudantes ao fazer uma redação
e esta:
"Como argumentar?"


Frenquentemente eles fazem esta pergunta, mas o motivo principal não é a falta de argumentos. É que às vezes eles necessitam argumentar contra alguma coisa, mas sabem que precisam fazer isto de forma não grosseira, não indelicada. Ou seja: é preciso fazer uma crítica ou contestação, mas de forma não agressiva. Existe uma técnica para isto, que pode ser usada tanto numa redação quanto numa oratória. Chama-se "eufemismo". 
O eufemismo é uma figura de linguagem na qual se emprega na qual são usados termos que visem suavizar uma expressão. O problema é que, em situações de grande impacto, é preciso saber como usar essa técnica da melhor forma possível para evitar constrangimentos alheios ou para evitar que a função dessa linguagem não se perca. Expressões populares podem até ser usadas em situações informais, mas numa situação como a do caso de morte de alguém, tais expressões obviamente precisam ser evitadas: em vez de dizer que a pessoa "partiu desta para a melhor" ou "deixou este mundo", é melhor dizer que a pessoa "faleceu".
Em vez de se dizer que Maria é mais feia do que Joana, ou que Joana é mais bonita do que Maria, é mais sensato dizer que "Joana não é tão bonita quanto Maria". É por isto que a imprensa, ao divulgar a notícia sobre um crime, diz que que uma determinada pessoa é "acusada" de tê-lo cometido: enquanto a culpa não tiver sido judicialmente comprovada, a pessoa é apenas "acusada" (pode ser inocente). Portanto, o eufemismo é uma forma de se expressar algo, oralmente ou numa redação, buscando causar o menor impacto possível em outras pessoas. É por isto que muitas pessoas preferem dizer, por exemplo, "funcionária doméstica" em vez de "empregada", "humilde" em vez de "pobre", "reprovado" em vez de "rejeitado", "inapropriado" em vez de "inconveniente", etc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!

Estudar não é apenas se preparar para provas.

"O Enem já está próximo. O que faço a partir de agora?" Frequentemente a estudantes fazendo perguntas como esta. Nos prog...