ESPECIAL: Redafácil - Nove Anos

Foto (com alterações): Brasil Escola
O Redafácil
foi criado 
para inicialmente ajudar estudantes brasileiros
a melhorarem seus níveis de redação.

No entanto, desde o dia 9 de janeiro de 2010, o website criado com o objetivo de ser mais uma alternativa para ajudar estudantes e demais pessoas encontrarem meios de melhorarem seus níveis de redação sem precisar seguir regras rígidas e conceitos desnecessários tem obtido crescente sucesso inesperado: todos os anos, participantes do Exame Nacional de Ensino Médio, no Brasil, informam nos espaços para comentários que graças ao Redafácil eles conseguiram se superar em redações. Essa mesma reação tão positiva também tem vindo de participantes de vestibulares e de pessoas que, anonimamente ou não, informam que este blog as tem ajudado a se desenvolverem melhor no trabalho e a obter sucesso em concursos públicos. É também significativo o número de pessoas que expõem nos comentários mensagens como "Valeu, ajudou-me muito". Isto é muito gratificante para mim. 
O Redafácil completa seis anos amanhã (sábado, 9 de janeiro de 2016) com um ranking mundial em 6.579.762, representando um aumento de mais de três milhões em relação ao ano passado. Considerando que o blog tem apenas seis anos e que se dirige a um público definido (pessoas que buscam orientações sobre redação), isto representa uma pontuação destacável em termos mundiais. Esses dados são do SimilarWeb, site que informa dados estatísticos de websites de todo o mundo. O SimilarWeb também informa que, durante o período de 1° de julho a 15 de novembro de 2015, a maioria dos leitores do Redafácil no mundo (85%) o acessaram em seus locais de trabalho. O mesmo (cerca de 80%) ocorreu entre leitores brasileiros nos últimos três meses.
O Blogger, serviço do Google que hospeda o Redafácil, informa através de seus dados estatísticos, que o o blog tem um crescente número de leitores assíduos (que acessam o Redafácil quase diariamente) no Brasil (todos os estados), nos Estados Unidos, em Portugal, na Alemanha, na Rússia, em Angola, na Índia, em Moçambique, na China, na França, no Equador, nos Emirados Árabes Unidos, na Ucrânia, no Canadá e na Polônia. No momento em que esta postagem estava sendo feita (14:30hs), o Whos.amungs registrava que o Redafácil estava sendo acessado ao mesmo tempo por pessoas em cidades de todos os estados brasileiros em sete cidades dos cidades dos Estados Unidos, algumas de Luanda e Angola e várias de países da Europa. Neste momento em que você lê este artigo, poderá ver onde está, no mundo, a maioria dos leitores que está acessando o Redafácil agora, no mapa na coluna.
Resta-me agradecer a todos os leitores por prestigiarem este website. Agradeço especialmente a Luciana Rodrigues, professora de Língua Portuguesa, por mencionar no site Refinando a Escrita um dos meus artigos na postagem "Dez artigos interessantes que vão turbinar a sua escrita". Também agradeço ao "O Blog de Redação", que constantemente faz referências positivas ao Redafácil; a Fernando Vanucci, apresentador de programas de TV esportivos por sua menção relacionada ao Redafácil em sua página no Facebook, e a vários professores, escolas, sites e blogs do Brasil e de outros países, que com frequência recomendam o Redafácil. Permitam-me um agradecimento especial à equipe de jornalistas do programa "Diálogo Aberto" pelas várias entrevistas para as quais fui convidado ao longo desse tempo para falar sobre redação e sobre o Redafácil. Para ouvir o programa, os leitores podem acessá-lo através do link que se encontra na coluna à direita da tela (sua esquerda).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!

Estudar não é apenas se preparar para provas.

"O Enem já está próximo. O que faço a partir de agora?" Frequentemente a estudantes fazendo perguntas como esta. Nos prog...