Caros leitores:

Constantemente faço modificações no Redafácil porque elas sempre são necessárias, inclusive para facilitar o acesso às postagens e a leitura. Suas opiniões e suas sugestões são muito importantes para mim. Vocês podem expô-las nos espaços para comentários abaixo das postagens.

Grato pela sua colaboração.

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Saiba por que as regras gramaticais devem ser obedecidas na redação.

A ilustração do Slide Player
mostra que as regras gramaticais
são importantes para a clareza
da introdução, do desenvolvimento e da conclusão da redação.
A gramática
é um conjunto de regras
que determinam 
o uso considerado correto
de um idioma.


O conceito acima já é suficiente para que se entenda a importância de obedecermos o mais rigidamente possível às regras gramaticais quando fazemos redações. Unindo esse conceito às explicações resumidas no quadro, as razões para isto se tornam ainda mais claras. A gramática não é importante somente para a chamada "linguagem culta", mas também para suas variantes "informais", ou seja, as formas não padronizadas. 
A gramática faz parte da linguística, ciência que estuda a fala, a escrita e a linguagem propriamente ditas, sejam estas de qualquer idioma. Portanto, cada língua tem sua própria gramática, mas a linguística é única para todos os idiomas enquanto cada idioma tem suas regras gramaticais específicas. Por esta razão, recomenda-se que todas as pessoas leiam muito sobre atualidades em geral (na internet, em jornais impressos, revistas, livros e tudo que puder ser lido). Desta forma elas manterão contatos com tipos diferentes e estilos diferentes de redação, lembrando que "tipo" e "estilo" são duas coisas diferentes. Os tipos de redação são os modelos redacionais, tais como a correspondência oficial, a carta comercial, a redação empresarial, a redação publicitária, a redação dissertativa, a redação argumentativa, etc. 
O estilo de redação é a forma como a pessoa escreve. Mesmo obedecendo a regras estabelecidas para cada tipo de redação (ou seja, para redações com objetivos predeterminados) ou produzindo redações mais simples como as exigidas no Enem (Exame Nacional de Ensino Médio), nos vestibulares ou nos concursos públicos, cada pessoa tem inevitavelmente seu próprio estilo de redação. Seja como for, as regras gramaticais são fundamentais para facilitar aos leitores o entendimento do que o autor quer dizer. Por isto consideram-se "eixos" a comunicação, a política, as questões sociais e o comportamento. A comunicação, por esta ser basicamente o intercâmbio de informações entre as pessoas. A política, por tratar da organização e da organização da sociedade da qual as pessoas participam. As questões sociais porque, queiramos ou não, todos nós (você também) somos afetados por elas direta e indiretamente. O comportamento, por este ser um conjunto de reações às questões sociais e ao meio em que se vive.
Todas estas razões justificam aquela regra geral para todos os tipos de redação: toda redação tem que começar por uma introdução, em seguida deve vir o desenvolvimento e, finalmente, a conclusão. Para entender melhor sobre isto, leia aqui. Entretanto isto não basta: a escrita gramaticalmente correta é muito importante para que se consiga essa mesma finalidade. Também é importante lembrar que as regras ortográficas não são a mesma coisa que regras gramaticais, mas fazem parte destas. As regras ortográficas dizem respeito à ortografia, que é a forma como as palavras são escritas. As regras gramaticais se referem ao uso das palavras mais adequadas, à combinação correta das palavras para que as frases tenham o sentido desejado e para que todo o texto seja compreendido pelos leitores o mais facilmente possível. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!