O site Collegezoom indicou várias postagens do Redafácil a seus visitantes. Veja a lista clicando no link "Site Collegezoom", logo abaixo, à direita da tela (na direção da sua esquerda).
Grato ao Collegezoom por esta honra.

quinta-feira, 13 de junho de 2013

O Significado da Semântica

Com muita frequência,
a semântica é definida como o estudo do significado das palavras. 
No entanto, 
Não é apenas isto.



Sempre que nos referimos à semântica, as interpretações mais comuns são relacionadas à gramática. O estudo dos significados das palavras é apenas uma parte da semântica, que é a semântica linguística. "Semântica" é uma palavra de origem grega, idioma em que "sema" significa sinal. Portanto, é o estudo dos sinais - palavras, acentos gráficos, marcas, logotipos, logomarcas, símbolos, etc. - e de seus respectivos significados. 
A semântica é uma contraposição à sintaxe, que também não é uma exclusividade gramatical.  A sintaxe é um sistema de múltiplas combinações possíveis de sinais para obtenção de um significado único e tão completo quanto for possível. A sintaxe gramatical se refere às combinações das palavras e das frases com esse mesmo objetivo. A semântica se ocupa do significado de algo enquanto a sintaxe se relaciona a estruturas e padrões formais do modo como esse "algo" é expresso através da fala ou da escrita. 
A semântica pode ser formal, de enunciação, argumentativa ou cognitiva, e por isto tem conceitos e enfoques diferentes, porque depende de cada caso. Na língua portuguesa, tanto oralmente como por escrito, o significado das palavras é considero através de divisões chamadas sinonímia, antonímia e homonímia. Como o próprio nome indica, a sinonímia se refere à relação entre sinônimos - ou seja, duas ou mais palavras diferentes com mesmo significado: por exemplo, "realidade" e "verdade". A antonímia é simplesmente o oposto da sinonímia, revelando relações entre palavras de significados opostos, como "sim" e "não". A homonímia estabelece relações entre duas ou mais palavras com mesma estrutura fonológica, como "sinto" (flexão do verbo "sentir") e "cinto" (objeto). 

Fonte: "Gramática da Língua Portuguesa", de Pasquale Cipro Neto e Ulisses Infante - Editora Scipione. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!

Estudar não é apenas se preparar para provas.

"O Enem já está próximo. O que faço a partir de agora?" Frequentemente a estudantes fazendo perguntas como esta. Nos prog...